Grupo Ruah

CANTOS P/ MISSA DO 5º DOMINGO DA QUARESMA – ano A

Data desta celebração: 02/04/2017

Leituras

 

1ª leitura: Ez 37,12-14 = Porei em vós o meu espírito para que vivais.

Salmo Responsorial: Sl 129 = No Senhor, toda graça e redenção.

2ª leitura: Rm 8,8-11 = O Espírito que ressuscitou Jesus está em vós.

Evangelho: Jo 11,1-45 = Eu sou a ressurreição e a vida.

 

Abaixo, seguem alguns cantos litúrgicos (cifras e áudio) indicados para esta celebração:

 

 

ENTRADA

(“Hino da CF 2017”, de Pe. José Antonio de Oliveira e Wanderson Luiz Freitas da Silva)

 

Intro:    Bb7+  A7(#5)  Dsus7/9  G7/9/13  (Gm         Eb7+  Bb/D  C4  C)

Baixo:  Bb      A           D             G            (G      F    Eb      D        C    C)

 

                 F                C                   F    

1) Louvado sejas, ó Senhor, pela mãe terra,

                                 C       C/Bb      A    A/G  D/F#

Que nos acolhe, nos alegra e  dá    o  pão.

              Gm7                C/E            F    F/A

Queremos ser os teus parceiros na tarefa

            Bb              G7/B         C4  C

De cultivar e bem guardar a criação.

 

              F       A         Dm        Dm/C         Bb          G/B         C4  C

Da Amazônia    até os Pampas,         do cerrado aos manguezais,

              Gm       C7     F       Dm        Bm7(b5)        C      F     Dsus7/9  D7(b9)       

Chegue a Ti    o nosso canto      pela     vida    e    pela paz.

              Gm       C/E     F       Dm        Bm7(b5)       Csus7/9    F     (Gm   F   Eb7+  Bb/D  C4  C)

Chegue a Ti    o nosso canto      pela     vida    e        pela      paz.

 

2) Vendo a riqueza dos biomas que criaste,

Feliz disseste, tudo é belo, tudo é bom

E pra cuidar a tua obra nos chamaste

A preservar e cultivar tão grande dom.

 

3) Por toda a costa do país espalhas vida,

São muitos rostos – da Caatinga ao Pantanal:

Negros e índios, camponeses: gente linda,

Lutando juntos por um mundo mais igual.

 

4) Senhor, agora nos conduzes ao deserto

E, então nos falas, com carinho, ao coração,

Pra nos mostrar que somos povos tão diversos,

Mas um só Deus nos faz pulsar o coração.

 

5) Se contemplarmos essa “mãe” com reverência,

Não com olhares de ganância ou ambição,

O consumismo, o desperdício, a indiferença

Se tornam luta, compromisso e proteção.

 

6) Que entre nós cresça uma nova ecologia

Onde a pessoa, a natureza, a vida, enfim,

Possam cantar na missa perfeita sinfonia

Ao Criador que faz da terra o seu jardim.

 

SALMO RESPONSORIAL

Salmo 129

 

Dm       C            Bb                  A7  Gm      Dm           A7                 Dm

No Senhor toda graça e redenção! No Senhor toda graça e redenção!

 

                  Dm                                  Am          Gm             Dm

1) Das profundezas eu clamo a vós, Senhor, / escutai a minha voz!

               Dm                         Gm                                     A7

Vossos ouvidos estejam bem atentos / ao clamor da minha prece

 

2) Se levardes em conta nossas faltas, / quem haverá de subsistir?

Mas em vós se encontra o perdão, / eu vos temo e em vós espero.

 

3) No Senhor ponho a minha esperança / espero em sua palavra

A minh’alma espera no Senhor  / mais que o vigia pela aurora.

 

4) Espere Israel pelo Senhor, / mais que o vigia pela aurora

Pois no Senhor se encontra toda graça / e copiosa redenção. 

 

ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO

(“Fala, Senhor”, de CF 2005)

 

C                     F                         G             F         C      G7

Fala, Senhor! Fala, Senhor!  Palavra de fraternidade!

C                     F                          G            F  G  C

Fala, Senhor! Fala, Senhor!  És luz da humanidade!

 

       C        F        G           Em

1) A tua Palavra é fonte que corre,

    Am           Dm7           G7        C   F C

Penetra e não morre, Não seca jamais.

 

2) A tua Palavra que a terra alcança

É luz, esperança que faz caminhar.

 

APRESENTAÇÃO DAS OFERENDAS

(“Todo povo sofredor”, de João Carlos Ribeiro)

 

Am                    Dm   G7                                    C    Am

Todo povo sofredor    /   O seu pranto esquecerá

                                     B°  E7                         Am

Pois o que plantou na dor  /  Na alegria colherá!

                                     B°  E7                         Am

Pois o que plantou na dor  /  Na alegria colherá!

 

Am       E7          Am                               A7                           Dm

1) Retornar do cativeiro fez-se sonho verdadeiro, sonho de libertação

                          Am                 F7+                 E                              Am      E7

Ao voltarem os exilados, Deus trazendo os deportados, libertados pra Sião!

 

2) Nós ficamos tão felizes, nossa boca foi sorrisos, nosso lábios só canções

Nós vibramos de alegria: “O Senhor fez maravilhas!”, publicaram as nações!

 

3) Ó Senhor, Deus poderoso, não esqueçais o vosso povo, a sofrer na escravidão!

Nos livrai do cativeiro, qual chuvada de janeiro, alagando no sertão!

 

4) Semeando na agonia, espalhando cada dia, a semente do amanhã!

A colheita é uma alegria, muito canto e euforia, é fartura, é Canaã!

 

COMUNHÃO

(“Eu sou o pão da vida”, de Agnus Dei)

 

    G                     Bm              C                           D

1) Eu sou o Pão da vida, o que vem a mim não terá fome,

          G        Bm               C       G         Bm     Em              A7               D7

o que crê em mim não terá sede, ninguém vem a mim se meu Pai não o atrair.

 

             G  D/F# Em (Dm G)               C   A7  D7 

Eu o ressuscitarei,               eu o ressuscitarei

              G  G7  C  A7      G D7    G              

Eu o ressuscitarei      no dia   final

 

2) Eu sou o Pão da vida, que se prova e não se sente fome.

O que sempre beber do meu sangue viverá em mim e terá a vida eterna.

 

3) O Pão que eu darei é meu corpo, vida para o mundo.

O que sempre comer de minha carne viverá em mim como eu vivo no Pai.

 

4) Sim, meu Senhor, eu creio que vieste ao mundo a redimi-lo,

que tu és o Filho de Deus e que está aqui, alimentando nossas vidas.

 

ENVIO

(“Hino da Campanha da Fraternidade 2002”, de Pe. Zezinho)

 

Intr.: A  D  C#7/5-  F#7  Bm (A Bm)

 

             Bm                        Em                            A                        D

A necessidade era tanta e tamanha, / que a fraternidade saiu em campanha

                   G7+                      F#      C#m7(b5)          F#  (F# E/G# A#° C#° Bm)                    

Andou pelos vales, subiu as montanhas,/ foi levar o seu pão!

             Bm                     Em                               A                                D

A dor era tanta, injustiça tamanha,/ que a luz de Jesus que seu povo acompanha,

          G7+                         F#       C#m7(b5)    F#           Bm

O iluminou pra viver em campanha,/    em        favor dos irmãos!

 

                   A                   D                            A                                   D

Um só coração e uma só alma, / um só sentimento em favor dos pequenos.

         Em                                                   A           D7+   Bm               C#m7(b5)     F#               Bm

E o desejo feliz de tornar o país / mais irmão e fraterno,/ vão fazer de nós          povo do Senhor:

                                                                                         F#

Construtores do amor, operários da paz, / mais fiéis a Jesus.

                                                                C#m7(b5)         F#7         Bm

Vão fazer nossa Igreja, / uma Igreja mais Santa e mais plena de luz!

                  A                  D7+                  C#m7(b5)                F#               Bm

Erguer as mãos com alegria, / mas    repartir     também o pão de cada dia! (3x)

 

Nenhum comentário