Grupo Ruah

CANTOS P/ MISSA DO 14º DOMINGO COMUM – ano B

Data desta celebração: 05/07/2015

Leituras

 

1ª leitura: Ez 2,2-5 = São um bando de rebeldes… houve entre eles um profeta.

Salmo Responsorial: Sl 122 = Os nossos olhos, estão fitos no Senhor.

2ª leitura: 2Cor 12,7-10 = Gloriar-me-ei das minhas fraquezas.

Evangelho: Mc 6,1-6 = Um profeta só não estimado em sua pátria.

 

Abaixo, seguem alguns cantos litúrgicos (cifras e áudio) indicados para esta celebração:

 

 

ENTRADA

(“Senhor, se Tu me chamas”, de Fr. Luiz Carlos Susin)

 

       D                     G                 A7              D

Senhor, se Tu me chamas, / Eu quero te ouvir

      Bm                    Em           A7                       D

Se queres que eu te siga / Respondo: “Eis-me aqui!”  (bis)

 

        D             Bm           G              A          

1) Profetas te ouviram e seguiram tua voz;

    Em                 A7                               D

Andaram mundo afora e pregaram sem temor.

          G             Em                A7              D   

Seus passos tu firmaste sustentando seu vigor.

    Bm            Em                  A7               D

Profeta tu me chamas: Vê, Senhor, aqui estou!

 

2) Nos passos do teu Filho toda a Igreja também vai,

Seguindo teu chamado de ser santo qual Jesus.

Apóstolos e mártires se deram sem medir;

Apóstolo me chamas: Vê, Senhor, estou aqui.

 

SALMO RESPONSORIAL

Salmo 122

 

                  F               Dm               C7

Os nossos olhos estão fitos no Senhor

               Gm               C7                  F

Tende piedade oh Senhor, tende piedade

 

Dm                                            Gm

1) Eu levanto os meus olhos para vós

C7                               F

Que habitais nos altos céus

              F7                                  Bb

Como os olhos dos escravos estão fitos

        C7                     F

Nas mãos do seu Senhor

 

2) Como os olhos das escravas estão fitos

Nas mãos de sua senhora

Assim os nossos olhos no Senhor

Até de nós ter piedade

 

3) Tende piedade oh Senhor, tende piedade

Já é demais esse desprezo

Estamos fartos do escárnio dos ricaços

E do desprezo dos soberbos

 

ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO

(“Vamos todos aclamar”, de Grupo Ruah)

 

Intr.: D7 C7 // D7 Eb7 D7 G7 (C7 C#7 D7)

 

G7                         C7

Aleluia, Aleluia, Amém!!!

G7                         C7

Aleluia, Aleluia, Amém!!!

                  D7                           C7

Nem só de pão vive o homem feliz

               D7                            Eb7    D7   G7   (C7 C#7 D7)

Com a palavra de Jesus aprendemos a viver

 

G7                                            C7

E o Verbo se fez homem e habitou entre nós

G7                                          C7

E mostrou que bem melhor é amar

                  D7                              C7

Curou os enfermos e mostrou salvação

             D7                      Eb7   D7   G7    (C7 C#7 D7)

E a boa-nova então vamos todos aclamar 

 

APRESENTAÇÃO DAS OFERENDAS

(“Um coração para amar”, de Pe. Zezinho)

 

     G                                           G#º       Am    

1) Um coração para amar, pra perdoar e sentir

Am/G             D/F# Am       D7            C  G

Para chorar e sorrir, ao me criar Tu me deste.

  G                                              G#º            Am    

Um coração pra sonhar, inquieto e sempre a bater,

Am/G               D/F#  Am          D7           C  G 

Ansioso por entender, as coisas que Tu disseste. 

 

G7                              Am  D7                                    G  D/F#

Eis o que eu venho te dar, eis o que eu ponho no altar!

Em                                Am     D          Am            G

Toma Senhor que ele é Teu, meu coração não é meu! (2x)

 

2) Quero que o meu coração, seja tão cheio de paz,

Que não se sinta capaz de sentir ódio ou rancor.

Quero que a minha oração possa me amadurecer,

Leve-me a compreender as conseqüências do amor. 

 

COMUNHÃO

(“Vejam, eu andei pelas vilas”, de Frei Fabreti)

 

     D                             Bm                       Em    G                           A7

1) Vejam, eu andei pelas vilas, / apontei as saídas / como o Pai me pediu.

  F#  F#/A#                        Bm                          Em   A7                     D   (G  D)

Portas,     eu cheguei para abri-las / Eu curei as feridas como nunca se viu.

 

                G                                                 F#m Bm  

Por onde formos também nós, que brilhe a Tua luz!

             Em                   A7                  Am   D7

Fala, Senhor, na nossa voz, em nossa vida.  

               G                       G#º                  F#m    Bm

Nosso caminho então conduz, Queremos ser assim!

                      Em                A7                    D    (G  D  A7)

 Que o pão da vida nos revigore no nosso sim!  

 

2) Vejam, fiz de novo a leitura / das raízes da vida,/ que meu Pai vê melhor.

Luzes, acendi com brandura / Para a ovelha perdida não medi meu suor.

 

3) Vejam, procurei bem aqueles / que ninguém procurava e falei de meu Pai.

Pobres, a esperança que é deles / eu não quis ver escravo de um poder que retrai.

 

4) Vejam, semeei consciência / nos caminhos do povo, pois o Pai quer assim.

Tramas, enfrentei prepotência / dos que temem o novo qual perigo sem fim.

 

5) Vejam, fui além das fronteiras, / espalhei Boa-nova: todos filhos de Deus!

Vida, não se deixe nas beiras / quem quiser maior prova: venha ser um dos meus!

 

ENVIO

(“Nova geração”, de Padre Zezinho)

 

        Dm                                                    A7                   Dm

1) Eu venho do sul e do norte, do oeste e do leste, de todo lugar

                                                           A7                      Dm

Estradas da vida eu percorro levando socorro a quem precisar

   Gm                                                    Em7/5-          A7         Dm

Assunto de paz é meu forte, eu cruzo montanhas, mas vou aprender

                                Gm                            Dm                 A7          Dm

O mundo não me satisfaz o que eu quero é a paz, o que eu quero é viver.

 

     Gm                        Dm        Gm  A7   Dm            A7       Dm

No peito eu levo uma cruz, no meu coração o que disse Jesus (2x)

 

2) Eu sei que não tenho a idade da maturidade de quem já viveu

Mas sei que já tenho a idade de ver a verdade o que eu quero ser eu

O mundo ferido e cansado de um negro passado de guerras sem fim

Tem medo da bomba que fez, a fé que desfez mas aponta pra mim

 

3) Eu venho trazer meu recado, não tenho passado mas sei entender

Um jovem foi crucificado por ter ensinado a gente viver

Eu grito ao mundo descrente que eu quero ser gente, que eu creio na cruz

Eu creio na força do jovem que segue o caminho de Cristo Jesus

1 comentário
  • Zenita Marques

    Parabéns pelo lindo ministérios!!!